Município de Castro Daire

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Indíce do artigo
Património
Igreja da Ermida
Igreja Matriz de Parada de Ester
Igreja Matriz de Ester
Capela do Calvário do Calvário
Capela das Carrancas
Capela de S. Sebastião
Inscrição do Penedo de Lamas
Casa da Cerca
Casa dos Aguilares
Solar dos Mendonça
Casas nobres de Mões
Ruínas da Muralha das Portas de Montemuro
Pelourinho de Rossão
Pelourinho de Mões
Pelourinho de Campo Benfeito
Pelourinho de Castro Daire
Todas as páginas

Capela do Calvário do Calvário

 




Desconhece-se a data de construção desta capela, no entanto, sabe-se devido a documentos históricos que a Capela do Calvário já existia no séc. XVI, sendo provavelmente, uma das mais antigas capelas desta vila.
Nessa altura, era dedicada a S. João do deserto, sendo que actualmente é aqui invocada a Senhora da Soledade. No entanto, a sua designação mais comum é Capela do Calvário, devido ao facto de aqui se celebrar a cerimónia do “Descimento da Cruz” na Sexta-feira Santa.
A sua aparência actual pouco deve manter do seu traço original, mercê das obras, restauros e ampliações que sofreu ao longo dos anos.
De decoração interior singela, pode-se destacar a imagem da Senhora da Soledade, a qual figura num nicho com moldura de talha do séc. XIX. Nas mísulas laterais, de talha rococó, vêem-se as imagens de S. João Baptista e Santa Eufémia, ambas do séc. XVII.
Aqui foi instituída a Irmandade das Almas em 1669, sendo que a capela é propriedade da Irmandade dos Santos Passos de Jesus Cristo (fundada em 1650).
O local onde se situa esta capela (Calvário) é um dos locais mais bonitos de toda a vila, constituindo um parque verde com vista privilegiada sobre a vila e a Serra do Montemuro.
Ao longo dos anos manteve este local uma forte ligação e tradição que o relaciona de uma forma especial com a água, existindo aqui várias fontes.